Bolsonaro mais uma vez polariza discurso contra PT, após violência política em (08)

Bolsonaro mais uma vez polariza discurso contra PT, após violência política em (08)

Bolsonaro mais uma vez polariza discurso contra PT, após violência política

Com o clima a flor da pele, após uma violência política no país, em que um apoiador do atual presidente, Jair Bolsonaro do PT, matou um apoiador do ex-presidente Lula da Silva do PT, o presidente volta a polarizar discurso feito contra o PT, segundo suas palavras “vou varrer o partido para o lixo da história”.

Momento este, ocorreu em Araguatins, cidade que fica ao norte do Tocantins. Não só de polarização seu discurso vingou, o mesmo falou da redução dos combustíveis, consideravelmente nessas últimas semanas, além de afirmar que a bancada que representa o PT, votaram contra a redução da alíquota do ICMS para os estados.

“Essa praga sempre está contra a população. Esse pessoal não produz nada, só gera desgraça para o povo brasileiro. Com essa nossa reeleição, […] varreremos para o lixo da história esse partido dito dos trabalhadores, mas na verdade é composto por desocupados”, iniciou.

Mais uma vez, em seu discurso, Bolsonaro volta a tratar as eleições de 2022 como uma luta travada entre o bem e o mal, colocando em pauta costumes do centrão, mas sem atacar nenhum lado.

“Não podemos errar, sabemos que é uma luta do bem contra o mal. O lado de lá quer o comunismo, quer desarmar o povo de bem do Brasil, quer a ideologia de gênero, quer liberar as drogas, quer legalizar o aborto e não respeita a propriedade privada, tampouco a nossa família”, completou

Para além da sua fala, o mesmo citou a economia, com a diminuição do valor dos combustíveis e a variação do valor do Auxílio Brasil. O mesmo deixou bem claro que nunca houve corrupção em seu governo, querendo se referir a investigação que está ocorrendo contra seus familiares e algums ex-ministros.

Bolsonaro
Foto: Reprodução

Para todo o momento, Bolsonaro nenhuma vez se referiu ao caso de violência política que ocorreu no país, que resultou na morte de um apoiador do petista, na cidade de Confresa, a mais de 1000km de Cuiabá.

Autor do crime

Rafael de Oliveira, de 24 anos, é o responsável pela morte do colega que tinha uma visão diferente da sua, em relação a política. O homem, passou por uma audiência de custódia, na Justiça do Mato Grosso, por ter matado o colega de trabalho, Benedito Cardoso dos Santos de 44, a facadas, depois de um desentendimento político. Segundo a polícia, o mesmo tentou decapitar a vítima, e ainda, filmou o corpo do homem após o crime.

Ja nesta sexta-feira (09), o candidato a presidência, Lula do PT, veio a público em suas redes sociais se referir ao crime que aconteceu, sendo: “intolerância, ódio e selvageria”

Delegado confirma que responsável por morte do colega de trabalho, foi um bolsonarista

A batalha que terminou em morte na cidade de Confresa, no MT, teve por motivos políticos, ocorreu entre os eleitores do presidente Jair Bolsonaro, do PL, e os eleitores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, representantes que dirigiram o caso a base da informação.

Em vídeo enviado ao Correio, o delegado Victor Oliveira disse que o homicídio ocorreu entre a noite do dia 7 e a manhã desta quinta-feira (09). Um boletim de ocorrência da Polícia do Estado de Mato Grosso confirma a identidade da vítima.(PJC-MT).

Benedito Cardoso dos Santos tem 42 anos. O suspeito tem 22 anos. Os dois são colegas e trabalhavam juntos em uma fazenda na cidade. Após o crime, o suspeito fugiu do local e foi encontrado em um hospital em busca de atendimento médico.

Segundo o representante, quando o suspeito foi levado pela polícia para interrogatório, ele confessou o crime e contou a dinâmica da briga por motivos políticos durante o feriado de 7 de setembro.

“A vítima estava defendendo Lula e o autor disse que estava defendendo Bolsonaro. Então, a vítima deferiu um soco na face do que estava defendendo Bolsonaro e o autor revidou”, pontou o delegado responsável, Victor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Radar do Sertão surgiu como uma nova forma de se comunicar no nordeste. Todos os dias você terá notícias da sua região.

Nos siga

© 2022 Radar do Sertão. Todos os direitos reservados.