Para cientistas políticos, 7 de setembro foi para Bolsonaro uma forma de mobilizar apenas sua base

Para cientistas políticos, 7 de setembro foi para Bolsonaro uma forma de mobilizar apenas sua base

Para cientistas políticos, 7 de setembro foi para Bolsonaro uma forma de mobilizar apenas sua base

O presidente Jair Bolsonaro, do PL, participou das comemorações do bicentenário da independência em Brasília e no Rio de Janeiro e de forma remota em São Paulo, ressaltando o isolamento político do ex-capitão. A avaliação foi contatada pelo CartaCapital, cientista político Josué Medeiros da UFRJ.

Para o professor, Bolsonaro perdeu a oportunidade de ampliar o diálogo com o setor social para além dos ativistas, pois ficou claro seu discurso exclusivo aos seus seguidores.

Na capital federal, o presidente aproveitou o incidente para atacar o ex-presidente Lula, do PT, criticar os ministros do Supremo Tribunal Federal e desacreditar nas pesquisas eleitorais. O ex-capitão também fez comentários machistas. Em Copacabana, Bolsonaro defendeu os empresários golpistas e concentrou a artilharia na esquerda.

“Acho que ele [Bolsonaro] sai menor. Os atos foram grandes, a gente não precisa negar essa realidade, mas ele só mobilizou a própria base. E ele sai muito isolado, pois não teve nenhum aliado importante da política”. “Ele não tinha nenhum presidente do Congresso e nenhum ministro do STF”., comenta Medeiros

Bolsonaro
Foto: Reprodução

Os atos que ocorreram no dia do Bicentenário Brasileiro de Independência não teve o efeito no qual o presidente queria, de fato, foram grandes eventos e movimentação, contudo, apenas dentro do seu próprio eleitorado, não chegando a ter força de ameaçar Lula.

“O problema [para ele] é que o discurso do ato de hoje não amplia, ele só mobiliza a própria base, mas não consegue mais votos”. “Então é insuficiente para ameaçar o Lula ou mudar o quadro eleitoral”, finaliza o mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Radar do Sertão surgiu como uma nova forma de se comunicar no nordeste. Todos os dias você terá notícias da sua região.

Nos siga

© 2022 Radar do Sertão. Todos os direitos reservados.